Tira a mão do queixo não penses mais nisso… :)

Tira a mão do queixo não penses mais nisso
o que lá vai já deu o que tinha a dar
quem ganhou ganhou e usou-se disso
quem perdeu há-de ter mais cartas p´ra dar
E enquanto alguns fazem figura
outros sucumbem à batota
chega aonde tu quiseres
mas goza bem a tua rota

Enquanto houver estrada p´ra andar
a gente não vai parar
enquanto houver estrada p´ra andar
enquanto houver ventos e mar
a gente vai continuar
enquanto houver ventos e mar

todos náo pagamos por tudo o que usamos
o sistema é antigo e não poupa ninguém
somos todos escravos do que precisamos
reduz as necessidades se queres passar bem
que a dependência é uma besta
que dá cabo do desejo
a liberdade é uma maluca
que sabe quanto vale um beijo

Jorge Palma – “A gente vai continuar”

Advertisements

SORTEIO “O que sabem as mulheres felizes” :)

Olá! Hoje venho trazer-vos o sorteio de um livro… Li o “O que sabem as mulheres felizes” já há alguns anos, por sugestão de uma amiga, que é uma pessoa maravilhosa e uma Mulher Feliz ;) e hoje lembrei-me de sortear um para vós! :)

Apesar de ter achado o livro giro, com alguns conceitos que vale a pena aprender ou revisitar, gostaria de deixar claro que ele não me mudou a vida, nem vai mudar a vossa!!! Isto porque, simplesmente, NENHUM livro muda a NOSSA VIDA: somos apenas NÓS que temos o poder de ESCOLHER… e como tal, somos nós que temos que agarrar na nossa vida e escrever nela o que decidirmos! NÓS somos não apenas atores, mas também os AUTORES das nossas vidas :) (tal como falei no meu Post de Ano Novo).

Mas espero que este livro (ou este post!!) vos possa trazer algo de Novo… ou um relembrar de conceitos que estejam guardados nalguma gaveta… um impulso para renovar projectos ou simplesmente dar-vos um incentivo para CONSTRUIREM ATIVAMENTE A VOSSA FELICIDADE! :) Continue reading

LIMITE (uma resposta à Lud*)

Durante muitos anos tive muita dificuldade com a palavra LIMITE!

Por um lado, não sabia quais eram os MEUS limites, e pisava, constantemente, o meu próprio risco (com todas as consequências que isso acarreta). Por outro lado, não conseguia impôr limites a determinadas pessoas, e permitia que ME invadissem… entrassem em mim…  despejassem ou levassem de dentro de mim o que quisessem…

passei anos a subir montanhas, lesionada, sem muletas, às vezes com mais forças, outras a arrastar os pés… mas SUBIA SEMPRE! Sabia que o esforço era enorme, contudo considerava que uma vez subida a serra, tudo iria passar…

passei anos em eu que dominava a arte de engolir palavras que deveria vomitar… sem perceber que o meu estômago, pequenino, não conseguia digerir tudo (eu achava que sim) e algum dia havia de pagar a conta…  Continue reading

Feeling overwhelmed? – my PhD journey…

Today I felt compelled to write about something that is very close to my heart…
What is it about people and LONG work projects? The more I listen to friends, colleagues or other people trying to finish a huge project (like a PhD in my case; or a book; etc.) I realise I am not the only one feeling drained and struggling very hard…

Continue reading

BE the NEW in “NEW YEAR”…

Hello :)

Welcome to my very first post, on my very first blog…

The last couple of years have been really hard for me: struggling to finish my PhD, battling chronic pain, being a psychotherapist, a friend, a daughter… and a woman trying to survive… trying to learn as much as I could from all the adversity… trying to grow  and become more tolerant (especially with myself)…

As the old and tired 2011 came to an end, I kept stating the usual “Next year is going to be much better!” “I’m so over 2011”. But soon enough I knew I had to do something else… I think I NEEDED to feel that 2012 was, in fact, going to be different! Continue reading