Tenho em mim um infinito…

Tenho em mim um infinito… Que esbarra contra os limites do meu corpo…

Não compreendo, mas sei que é real porque o sinto: que é mais real do que o que sentimos?

Ao pensamento condiciona-o o agora

É prisioneiro.

O que sinto vem de todo o sempre

É livre.

Advertisements