LIMITE (uma resposta à Lud*)

Durante muitos anos tive muita dificuldade com a palavra LIMITE!

Por um lado, não sabia quais eram os MEUS limites, e pisava, constantemente, o meu próprio risco (com todas as consequências que isso acarreta). Por outro lado, não conseguia impôr limites a determinadas pessoas, e permitia que ME invadissem… entrassem em mim…  despejassem ou levassem de dentro de mim o que quisessem…

passei anos a subir montanhas, lesionada, sem muletas, às vezes com mais forças, outras a arrastar os pés… mas SUBIA SEMPRE! Sabia que o esforço era enorme, contudo considerava que uma vez subida a serra, tudo iria passar…

passei anos em eu que dominava a arte de engolir palavras que deveria vomitar… sem perceber que o meu estômago, pequenino, não conseguia digerir tudo (eu achava que sim) e algum dia havia de pagar a conta…  Continue reading